Viseu – Autárquicas 2013



Em Outubro deste ano os Viseenses serão chamados a pronunciarem-se sobre o futuro do seu concelho. As eleições autárquicas serão um momento particularmente singular para a história política de Viseu, uma vez que marcam o culminar de seis mandatos consecutivos do PSD na Câmara      , liderados pelo Dr. Fernando Ruas, dada a limitação da Lei 46/2005 de 29 de Agosto, que impede os autarcas de se recandidatarem a mais de três mandatos consecutivos.
Ao longo de mais de duas décadas, é inegável a marca deixada pela governação do Dr. Ruas, aliás outra coisa não seria de esperar, dado, desde logo, a longevidade deste ciclo de governação. Muitas coisas positivas foram feitas na cidade. Viseu é hoje muito elogiada por todos aqueles que nos visitam, sendo considerada em diversos estudos de opinião e em vários parâmetros “A melhor cidade para viver”.
Obviamente que uma parte desse mérito é devido à autarquia, todavia, não nos podemos esquecer do tecido económico e empresarial e das pessoas, de todos os Viseenses que diariamente trabalham e habitam na cidade, bem como não nos podemos esquecer que muitas das obras que contribuíram para esse mérito foram financiadas, algumas na sua totalidade, pelos sucessivos governos, nomeadamente do Partido Socialista, e não pela própria autarquia, conforme esta, muitas vezes, tentou fazer passar a ideia.
É claro que o modelo de desenvolvimento que norteou a orientação da gestão municipal se encontra esgotado. Diversas análises mostram isso. Os sinais de crise no concelho começam a ser muito preocupantes – como o aumento do desemprego em 28%, atingindo o dobro nos casais e nos jovens, o aumento das insolvências das empresas em 42,9%, a deslocalização de outras ou dos seus investimentos, inclusive, para concelhos vizinhos, o definhar do comércio de proximidade, a emigração jovem, designadamente, qualificada…
A herança deixada pelo Dr. Fernando Ruas não deixa por isso de ser pesada e muito preocupante. O PSD Viseu, em guerra aberta para definir a “linha de sucessão”, será incapaz de resolver os problemas que se colocam ao concelho.
Assim, com a eleição de Outubro, estou convicta, fechar-se-á um ciclo e outro se irá iniciar.
Com efeito, a candidatura do partido socialista, liderada pelo Dr. José Junqueiro, está já a trabalhar, ouvindo os Viseenses e os diversos actores sociais do concelho no sentido de construir e apresentar uma proposta política alternativa, de futuro para Viseu.
E, parafraseando o próprio, “Viseu precisa desta oportunidade e, por isso, nas próximas eleições autárquicas, em 2013, precisa também de uma voz que não desista”, por isso, força camarada, a vitória é já ali!

Andreia Parente Coelho (advogada, vice presidente da Associação Nacional de Jovens Empresários e Empreendedores Católicos)

Sem comentários:

Enviar um comentário