Descobri que sou Milionário



Agora sim! Podemos aplaudir a classe financeira que tanto pediu pelo intervencionismo da Troika. Podemos estar contentes pelas medidas tomadas e que contribuíram para o atingir das metas propostas, para a diminuição do défice e por fim o regresso aos mercados à custa do crescimento da economia graças aos mecanismos de “solidariedade” europeia – neutralizando em mais de 50% a dívida do país- pagos com juros pequenos e flexíveis impostos por uma Alemanha coerente com o seu passado e que busca um plano europeu conjunto!
Agora sim! Viva o governo! Viva Passos Coelho! Viva Miguel Relvas que incessantemente se bateu contra a política de privatizações que tanto interessava aos mercados e que através do seu braço direito António Borges, formaram o fogo de barragem necessário.
Viva a EQUIDADE! A grande bandeira deste governo no plano fiscal graças à visão do incrível Super-Gaspar! O melhor ministro das finanças que alguma vez almejámos ter. Preocupado com os mais pobres taxou os mais ricos, aliviou a carga fiscal sobre as empresas e permitiu que as exportações aumentassem graças ao grande trabalho do Álvaro na pasta da Economia na forma como atraíram investimento estrangeiro.
Viva o Presidente da República! Desde a responsabilidade em expulsar o anterior governo e nos seus brilhantes discursos ao país com a serenidade e prudência que os tempos lhe exigiram. Quando o estadismo se eleva na sua vertente maior através das redes-sociais, não há nação que não fique mais apaziguada. Como uniu o país e garantiu entendimentos com os parceiros sociais que teimam sempre em querer romper com o que Portugal tem de melhor: A Industria, A Produção, A Educação e A Saúde!
O País está hoje preparado para o futuro! Implementámos a “regra de ouro” na constituição e rasgámos o que de resto lá vinha porque só nos impedia de atingir o caminho: Recuperar o País.
Com isto deixámos para trás o desemprego, a crise social que assolava o país há anos, os compadrios com as grandes corporações, musculámos instituições reguladoras e conseguimos com um sector bancário responsável, fundir congéneres falidos sem prejuízo para o contribuinte, taxando as suas operações numa altura em que o país mais precisou.
Paulo Portas comportou-se à altura! Viva! O CDS foi para além do “partido do taxi”. Lutou pelo país aprovando os vários orçamentos de estado, contra uma oposição forte de Seguro! Viva esse também... Abesteu-se violentamente quando o país mais precisou e não disse nada quando país precisava de silêncio para encaixar as medidas tomadas. Privou-se de luxos e soube dizer lá fora o que precisávamos de ouvir cá dentro...
O POVO, esse é o melhor do MUNDO! O próprio ministro o disse! Aliás quem elege homens desta categoria não pode ser outra coisa. Manifestou-se a favor das medidas e vejam lá que até a Cultura deu concertos grátis durante 12 horas para premiar o esforço.
Ah PORTUGAL! Só peca pelos senadores que tanto tentaram boicotar a acção governativa. Opinião publicada como a de João Cândido da Silva, Camilo Lourenço ou até o incrível Henrique Monteiro e o seu homónimo Raposo que tanto ajudaram a esclarecer o país. Vergonha para esses Sousas-Tavares, Danieis Oliveiras, Mários Soares, Santos-Guerreiros e Jorges Sampaios que só servem para atirar areia para cima do Povo!

Agora sim! AGORA SIM ESTOU FARTO!

... de pagar por um passado de exageros, de descontrolo, dum modelo falhado e que estrangula o futuro em nome do endividamento.

...dum país sem Futuro em que a política e a finança são uma matiz de cinzentos em que não se percebe onde começa e onde acaba o quê.

... da falta de alternativas políticas, em que o governo não faz e a oposição não existe.

… da profunda crise de valores que vivemos em que a corrupção e a mentira são as muletas para o “sucesso”.


Se eu soubesse que comprar casa e um carro e as minhas férias no Algarve iam deixar a Europa assim tinha, ficado quieto!

Sem comentários:

Enviar um comentário