A pior de todas as crises, a penúria de sonho.



A situação atual do país é grave…
Portugal vive um momento de crise, não é só política, nem tão pouco económica. Este país, à beira-mar plantado, está a sofrer a maior de todas as crises: a desilusão social, a falta de esperança no futuro e o abandono do sonho.
Todo o conjunto de medidas que têm sido tomadas, quer pelo atual Governo, quer pelo anterior, conduziu a um desinteresse maior por parte dos jovens relativamente à política. Todos nós ouvimos da boca de muitos jovens frases como: "a política é chata”, "isso é um desperdício de tempo", "não vai adiantar nada", “todos os que estão ai têm é interesses pessoais”.
Infelizmente, vemos, todos os dias, mais jovens afastarem-se do meio político, descrentes com as soluções e opções tomadas nos últimos anos.
Muitos jovens preferem estar longe da vida política do seu país, dedicando-se a um desporto cada vez mais em voga: concentração no seu próprio "umbigo", esquecendo-se que também eles têm um papel decisivo no presente e no futuro, os jovens de hoje serão os líderes de amanhã.
É tão simples criticar a sociedade e as políticas atuais, mas se os jovens não fizerem nada para mudar o que está mal, então perdem a legitimidade para a crítica.
Também é verdade que os partidos políticos não sabem cativar as novas gerações para uma vida política ativa, uma vez que não vão ao encontro dos seus reais interesses.
Urge que todos participemos no comando do nosso país, indo mais além do que um simples voto, pondo em prática todos os direitos que a cidadania nos dá, nomeadamente através de manifestações e da criação de movimentos de cidadania e associações, bem como inscrevendo-se em partidos políticos, porque só assim se consegue que os partidos zelem pelo interesse dos jovens.
Mais do que um país de canudos, somos um país de jovens com capacidades e qualificações que nunca outros tiveram, por isso temos obrigação de ajudar a construir um futuro melhor, sem a necessidade de emigrar
O sentimento de mudança tem de seduzir os Jovens… Só existe uma maneira de mudar… Participar mais, ser mais ativos, usando todas as novas armas digitais que temos para nos fazer ouvir.
Um melhor futuro para Portugal só se conseguirá se a juventude voltar a encontrar o sonho, porque, como disse António Gedeão, na sua “Pedra Filosofal”:

       “Eles não sabem, nem sonham,
        que o sonho comanda a vida.
        Que sempre que o homem sonha
        o mundo pula e avança…”

1 comentário:

  1. Concordo Camarada!
    Os jovens estão cada vez mais longe da politica e de tentarem soluções com as quais se identifiquem!
    E isso vai levar que futuramente o populismo vença no deserto de ideias.

    ResponderEliminar