JS realizou CAFÉ COM...Elísio Estanque

No dia 20 de Abril de 2012 (sexta-feira), pelas 21h00, no Café/Bar Lugar do Capitão, a Concelhia de Viseu da Juventude Socialista realizou a primeira edição do ciclo de tertúlias “Café com…”.
O tema escolhido foi “Os Jovens, a Política e o Associativismo” e o convidado foi o Dr. Elísio Estanque, Sociólogo, Investigador do Centro de Estudos Sociais (CES) e Professor na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.
Jorge Resende, membro do Secretariado da Concelhia da JS e dirigente associativo na Associação Académica de Coimbra (AAC) foi o moderador da sessão, a qual foi iniciada pelas palavras de boas-vindas de José Pedro Gomes, Coordenador da Concelhia da JS.


O convidado começou por fazer uma abordagem histórica, falando sobre as raízes da política, do associativismo, do sindicalismo, e fazendo também referência a momentos marcantes, nos quais evidenciou a evolução das posições, das formas de agir, dos pensamentos e anseios dos jovens ao longo dos tempos (o “Maio de 1968” e outros movimentos dos anos 60, o 25 de Abril de 1974, a “Geração à rasca”, os “precários inflexíveis”, o uso das novas tecnologias no lançamento de ondas de protesto com a juventude na vanguarda, etc).
Em todos estes momentos, o Dr. Elísio Estanque (que analisa constantemente estas matérias) provou que, ao associar-se, a juventude conseguiu afirmar-se, mostrando que não era apenas uma classe etária.
Fazendo referência aos tempos que vivemos, discutiu o afastamento dos jovens da política e do associativismo. Neste sentido, esclareceu as razões desse fenómeno de desinteresse, identificou culpados e aconselhou algumas formas de contrariar essa tendência. Para além disso, esclareceu qual deve ser a acção dos partidos políticos e sindicatos, tendo em conta o seu desgaste, perda de credibilidade, incapacidade organizativa e afastamento da opinião pública. Neste âmbito, falou também sobre o papel das juventudes partidárias e as virtudes e desvantagens de participação dos jovens no associativismo estudantil.
A relação entre esse afastamento/desinteresse/cepticismo dos jovens e a precariedade laboral, o desemprego e a ausência de perspectivas de futuro foi também discutida.
Falou-se também nos instrumentos que as entidades públicas podem usar para incentivarem uma maior participação dos jovens, como por exemplo, os Orçamentos Participativos e os Conselhos Municipais de Juventude, os quais têm sido reivindicados pela nossa estrutura e que continuam sem ser implementados pelo executivo camarário. Nesta matéria, o Dr. Elísio Estanque mostrou ser um apoiante deste tipo de experiências. 
Numa mensagem final, considerou fundamental desconstruir “ideias feitas” do que é a política, no sentido de contrariar essa tendência de alheamento.
“O que se passa na política, é o que se passa na sociedade” e “Não te interessas pela política, mas ela interessa-se por ti” foram frases que ficaram bem registadas pelos presentes.

Esta sessão foi um sucesso com a presença de pessoas de todas as idades, sendo de realçar a presença de muitos jovens.
Representou, de facto, uma excelente sessão de esclarecimento e também uma importante formação.
Jorge Resende e José Pedro Gomes foram unânimes ao referir, em jeito de balanço da sessão, que “a democracia não é coisa adquirida, e se a cultura democrática está em nós, devemos preocupar-nos em ter conhecimento histórico e consciência dos riscos e alertas que vão surgindo.
É por isso que a Concelhia de Viseu da JS se compromete em continuar a organizar estas tertúlias. Queremos que os cidadãos sejam mais informados, para serem, por consequência, mais exigentes, rejeitando lógicas negativas de apatia e seguidismo.”

A próxima edição do “Café com…” já está a ser organizada, com a escolha do tema e do convidado, e será divulgada brevemente.

Sem comentários:

Enviar um comentário