"Uma Juventude, Um Sonho, Um Futuro em Viseu"




Car@s Camaradas e amig@s:

Dia 26 de Novembro, das 14h00 às 19h00, na Sede do PS Viseu, decorrerá a Eleição dos novos órgãos da nossa Concelhia de Viseu da Juventude Socialista (JS).

Vou recandidatar-me à liderança da nossa estrutura dando continuidade a um trabalho que ainda não está completo.
Antes de mais, quero agradecer a todos os que me ajudaram neste mandato. Uns com mais intensidade, outros com menos. Uns com mais disponibilidade, outros com menos. Mas todos juntos deram o seu melhor pela afirmação da nossa juventude partidária em Viseu. Somos, neste momento, a maior juventude partidária do concelho!

Não foi um mandato fácil. A JS estava desorganizada e com pouca ligação aos militantes. Não tinha ferramentas de comunicação para o exterior e inclusivamente tinha dificuldades de comunicação com os seus militantes. A JS não contactava com as Associações de Estudantes nem com as Associações Juvenis. A JS não acompanhava seriamente a acção política do concelho. A JS não visitava as freguesias do concelho.

Conceitos como intervenção, visibilidade e formação deviam começar a fazer parte da acção da JS. Por isso, foram exactamente esses os pilares que estiveram na base da última candidatura.

No início do mandato que agora termina, apostámos numa lógica de acção baseada no acompanhamento sério da acção política do concelho, na preocupação com a comunicação e imagem e na formação dos militantes.

- Criámos o site oficial, e-mail, página no facebook e no twitter, e enviámos vários artigos de opinião e comunicados de imprensa para os órgãos de comunicação social demonstrando as nossas posições.
- Visitámos praticamente todas as freguesias do concelho de Viseu e reunimo-nos com os militantes da JS e do PS dessas freguesias.
- Estivemos presentes nas Assembleias Municipais, onde fiz intervenções questionando o executivo camarário sobre assuntos ligados a políticas de juventude.
- Apostámos na defesa de um movimento associativo estudantil crítico e intransigente em relação aos interesses dos estudantes, não promovendo candidaturas partidárias, mas, em contrapartida, favorecendo a participação dos militantes no associativismo estudantil.
- Integrámos na JS os elementos do Movimento “O Futuro é Jovem”, que era constituído por jovens viseenses sem filiação partidária que apoiaram a última candidatura autárquica do PS.
- Estamos a terminar a actualização de dados dos militantes no sentido de um perfeito contacto com os mesmos.
- Organizámos iniciativas de solidariedade.
- Estamos a finalizar a criação do Núcleo de Estudantes Socialistas da Escola Secundária Alves Martins.
- Realizámos acções de rua para demonstrar as nossas propostas, tanto em altura de campanhas eleitorais, como noutras alturas, e também eventos desportivos.
- Participámos em debates e workshops, nomeadamente sobre o afastamento dos jovens da política.
- Organizámos fóruns em parceria com a concelhia de Viseu do PS e com o Departamento das Mulheres Socialistas, apostando na componente da formação cívica e política.
- Visitámos parques e zonas industriais, Associações de Solidariedade Social e reunimo-nos com comerciantes.
- Começámos a alargar o âmbito de intervenção da JS, dando também atenção aos jovens trabalhadores e não só aos que estudam.
- Participámos nas campanhas eleitorais e em várias acções nacionais que decorreram durante o nosso mandato.
- Lutámos pela implementação do Conselho Municipal de Juventude e do Orçamento Participativo, lutas essas que ainda não terminaram.
- Demos início a um processo de novas filiações no sentido de renovar a estrutura da JS.

Fizemos isto e muito mais, mas há muito ainda para fazer.
A JS precisa de chegar a 2013 na máxima força. Precisa de estar focada no futuro, de olhos nas Eleições Autárquicas de 2013, as quais constituirão uma oportunidade única para o PS e corresponderão ao fim de um ciclo de 24 anos de 1 Presidente de Câmara.
Nós, na JS, sabemos as virtudes de integração numa juventude partidária, no associativismo.
Optamos por ter opinião e dar voz a quem necessita. Optamos por ter uma visão sobre a sociedade. Optamos por não deixar só os outros a decidir.
A JS não pactua com espíritos derrotistas e apáticos.
Nós optamos por intervir, actuar e participar.

A minha recandidatura só faz sentido se for feita com todos: com os que andam há muito tempo nisto, e com os novos que começam agora a dar os primeiros passos na nossa JS.
Tenho várias ideias e propostas para os próximos 2 anos, mas quero discuti-las com os militantes.
Foi isso que fiz e assim se chegou a esta Lista A – “Uma Juventude, Um Sonho, Um Futuro em Viseu” com objectivos definidos, ideias reunidas e propostas para o concelho registadas.

Conto com todos.
Por uma JS forte. Por uma JS interventiva. Por uma JS com visão de futuro.

(José Pedro Esteves Gomes)


Sem comentários:

Enviar um comentário