Governo acordou programa de assistência a Portugal. As medidas previstas são essencialmente do PEC IV

O acordo que o Governo conseguiu:
  • Não mexe no 13º mês, nem no 14º mês, nem os substitui por nenhum título de poupança;
  • Não mexe no 13º mês, nem no 14º mês dos reformados;
  • Não tem mais cortes nos salários da função pública;
  • Não prevê a redução do salário mínimo;
  • E, ao contrário do que ainda hoje diz um jornal, não corta nas pensões acima dos 600 euros - mas apenas nas pensões mais altas, acima dos 1500 euros, como se fez este ano nos salários e como estava previsto no PEC. Mais: está expressamente admitido o aumento das pensões mínimas, tal como o Governo sempre pretendeu.
Com este acordo o Governo garante também que:
  • Não terá de haver nenhuma revisão constitucional;
  • Não haverá despedimentos na função pública;
  • Não haverá despedimentos sem justa causa;
  • Não haverá privatização da Caixa Geral de Depósitos;
  • Mantém-se a tendencial gratuitidade do Serviço Nacional de Saúde;
  • Mantém-se a escola pública;
  • E não haverá privatização da segurança social, nem plafonamento das contribuições, nem alterações à idade legal de reforma, graças à reforma da Segurança Social que fizemos em 2007.

AINDA SE LEMBRAM DESTES PASQUINS A MENTIREM AOS PORTUGUESES?

Tirem as vossas conclusões!






Partilhar

2 comentários:

  1. Caro amigo,

    A frase da noite foi: "Este bom acordo deveu-se à influência do PSD!". Um Catroga agastado,engasgado,apagado,importunado e outros adjectivos com terminação -do! Em directo e preparado para um cenário dantesco que não se veio a verificar! A baixa política do PSD, leva à preparação precipitada deste directo, procurando aproveitar as possíveis más notícias aos portugueses, para captar votos! O mesmo PSD e Catroga que escreve cartas a um ritmo desenfreado porque nada sabe...afinal não só sabe, como até influência positivamente o acordo com a troika! Dia 5 de Junho os portugueses saberão dar a resposta à irresponsabilidade e à mentira do PSD!!

    ResponderEliminar
  2. Amigo Alexandre, o PSD chumbou o PEC4 dizendo que era insuficiente e vê-se agora confrontado com a aprovação dessas mesmas medidas pela "Troika", confirmando-se assim que o Governo estava correcto. Triste figura que o PSD vai fazendo.
    Salva-se a pensão milionária do Catroga e a fuga ao fisco do Carrapatoso! :)

    ResponderEliminar