E a Segurança no Trabalho?


É irónico…Portugal, membro fundador da Organização Internacional do Trabalho (OIT) na sequência do Tratado de Versalhes em 1919, é um dos países que contém mais Legislação em termos de Higiene e Segurança e no final, o menos cumpridor.
A crise de valores arrebata a crise financeira actual.
Exercer a profissão de Técnico de Higiene e Segurança no Trabalho é cada vez mais angustiante. O patronato tenta “cortar” na despesa, esquecendo-se que os trabalhadores de Portugal necessitam de segurança, conforto e bem-estar nos seus postos de trabalho…o investimento nesta área tem vindo a ser escasso. Questiono, aonde fica a Segurança no Trabalho no meio da crise económico-financeira!
Produtividade é sinónimo de lucro, mas não nos esqueçamos, bem-estar no local de trabalho também é sinónimo de produtividade. Continuo a questionar, e a Segurança?
A cultura em termos de Saúde, Higiene e Segurança no trabalho tem de ser cultivada nas Escolas. Todas as crianças serão os futuros trabalhadores de Portugal. Somos fruto de uma educação péssima, consequentemente de um Patronato sem qualquer tipo de sensibilidade na área da Segurança no Trabalho.
Tenho fé que a crise reestruture a economia e também as mentalidades de Portugal.
“A Segurança não é obra do acaso!”
Sílvia Martins – Técnica de Higiene e Segurança no Trabalho.

Sem comentários:

Enviar um comentário