Sondagem coloca PS à frente do PSD


Se as eleições fossem hoje, o PS venceria, mas só com um ponto acima do PSD. Por outro lado, pela primeira vez em dez anos, Cavaco Silva é o primeiro Chefe de Estado a registar uma popularidade negativa.

A menos de dois meses das eleições antecipadas, PS e PSD estão presos no limbo do chamado empate técnico, separados por apenas um ponto percentual, 36 contra 35, segundo o barómetro da Marktest para a TSF e Diário Económico.

Este estudo foi realizado no passado fim-de-semana, uma semana depois do congresso do PS em Matosinhos, do anúncio de Fernando Nobre como cabeça de lista do PSD por Lisboa e com os técnicos do FMI, do BCE e da Comissão Europeia já em Portugal a dar os primeiros passos para o resgate financeiro do país.

O PS teve este mês uma recuperação histórica, um salto de quase 12 pontos em relação a Março, enquanto que os sociais-democratas convencem menos onze por cento dos entrevistados.

Esta quebra do PSD não chega a ser compensada pela ligeira recuperação do CDS-PP e o centro-direita perde uma maioria que segurava desde Setembro do ano passado.

Sem comentários:

Enviar um comentário