Actualmente, não é fácil participar na vida pública.


As pessoas criticam e julgam quem tem vontade de participar na vida pública.

A globalização encurtou as distâncias e o que se passa “localmente”, rapidamente chega a todo o mundo. Sucede que, por causa da dificuldade de muitas questões de âmbito nacional e internacional, a generalidade das pessoas opta por uma atitude de indiferença. Isto leva a um estado de letargia geral face à política, que se pode notar nas ruas, nas salas de aula, nas mesas de café.

Por sua vez, os que resistem a esta letargia e se dedicam a causas públicas, são vistos como alvos pela restante sociedade. Ser-se activo, dinâmico e ter vontade de mudar é, muitas vezes, ingrato. Na verdade, quem se preocupa com questões da polis é muitas vezes atacado por todos os lados, nomeadamente por aqueles que nada fazem, nada querem mudar, e que preferem olhar para quem participa como pessoas que andam somente à procura do “tacho”.

A quem quer participar na vida pública, compete desenvolver ideias, projectos, pensar globalmente e agir localmente. Tentar operar mudanças. Para tal, não é preciso nada de extraordinário: basta começar na nossa casa, na escola, na cidade… O que interessa, é que se isto for feito acabará por influenciar mudanças.

Não importa os olhares atravessados, as bocas impróprias, as desconfianças de muitos. O que interessa é que todos participemos, partilhando as nossas ideias, lutando e deixando de lado todo o ruído negativo que possa existir. Desta forma, estou certo que é possível vencer todas as dificuldades e desafios que aparecem pela vida.

Actualmente, não é fácil participar na vida pública…

2 comentários:

  1. O NOVOS HORIZONTES ajuda a participar na vida pública.

    ResponderEliminar
  2. Este post retrata fielmente a realidade! Mas a verdade é que no meio de tanta adversidade encontramos sempre mais um parceiro ao virar da esquina!!!
    Só caminhando e arrepiando caminho, calaremos os velhos do restelo (sim, antes havia um, com a globalização também se multiplicaram). Mas afinal o velho do Restelo aparece na história sem qualquer feito contributivo na sociedade e apenas lembrado por ter resistido aos herois que marcaram a história deste belo País.
    Moral, importa a atitude de trabalho para a mudança e evolução, e isso, nem todos se podem gabar de possuir uma atitude positiva e construtiva, mesmo que contrária às nossas ideias.
    Cumprimentos

    ResponderEliminar